Páginas

segunda-feira, outubro 21, 2019

43ª Mostra de Cinema Internacional - São Paulo

A Cinemateca Brasileira, historicamente, integra o circuito das salas de exibição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. 

Tradicional evento da cidade, a 43ª edição da Mostra apresenta um rico painel da produção mundial contemporânea, em competição, além de estreias, homenagens e programas retrospectivos. 

Em comemoração ao Dia Mundial do Patrimônio Audiovisual, a Cinemateca e a 43ª Mostra realizam, no dia 27 de outubro, a exibição gratuita do Programa “Méliès e Primórdios do Cinema Brasileiro” no vão-livre do MASP. 

A sessão contará com acompanhamento musical ao vivo e reúne curtas restaurados de Georges Méliès e animações pioneiras, Macaco feio… macaco bonito (1929) e Frivolitá (1930), ambos dirigidos por Luiz Seel. Os ingressos das sessões seguem o preço proposto pela Mostra.
43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Até 27/10

Endereço: Cinemateca Brasileira – Largo Sen. Raul Cardoso, 207 – São Paulo (SP)

quinta-feira, outubro 17, 2019

Conselho Superior de Cinema: reunião em 2019

O Conselho Superior de Cinema (CSC), órgão responsável pela formulação de políticas e diretrizes para o audiovisual brasileiro, realizou, nesta quarta-feira (16), a primeira reunião desde julho de 2019. 
Foto: Clara Angeleas

De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o encontro destinou-se à apresentação dos novos integrantes e à retomada das reuniões do Conselho.

“Os integrantes discutiram as possibilidades de pauta para as próximas reuniões. Também acertamos de o Ministério da Cidadania definir uma lista para escolha dos integrantes do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual”, informou Terra. Segundo o Ministro, o Conselho vai se reunir novamente no dia 12 de novembro. 

Conselho Superior de Cinema

Criado em 2001, o Conselho Superior do Cinema é um órgão colegiado, cujas competências vão desde a formulação da política nacional do cinema e a aprovação de diretrizes gerais para desenvolver o audiovisual até o estímulo à presença de produções brasileiras nos diversos segmentos de mercado. 

segunda-feira, setembro 30, 2019

Ursula Andress, nua em tela


Óleo sobre tela com atriz Ursula Andress, feito especialmente para o filme "Os Quatro Heróis do Texas", estrelado por Frank Sinatra, Dean Martin, Anita Ekberg e Ursula Andress.



  • Ursula é uma atriz suíça, foi um dos símbolos sexuais da telona  nos anos 60, lançada como bond girl no primeiro filme de James Bond, 007 Contra o Satânico Dr No.

    Nasceu em 19 de março de 1936, em Ostermundigen, mede um 1,65 de altura. Foi casada com John Derek de 1957 a 1966.  Desde 1983 está morando junta com Lorenzo Rispoli.

    Também filmou 'Fúria de Titãs, de 1981', ao lado de  Harry Hamlin, onde que interpretava Perseus. Fez uma pequena participação em Die Vogelpredigt, produção suíça, em 2005. A atriz  fez alguns telefilmes, depois  abandou o cinema e virou uma porta-voz da prevenção da osteoporose. A atriz tem um filho de nome Dimitri Alexandre Hamlin. 

  • segunda-feira, setembro 23, 2019

    Morre ator de "Jackie Brown" e "A Casa dos 1000 Cadáveres"

    O ator Sid Haig foi um daqueles secundários do cinema norte-americano que sempre roubava à cena. Teve longa carreira tanto em filmes icônicos como completamente esquecidos, bem como convidado em séries de TV.  

    Sid Haig tinha 80 anos. Quentin Tarantino criou uma personagem de propósito para ele em "Jackie Brown", mas os filmes mais importantes foram com Rob Zombie.

    O ator Sid Haig morreu inesperadamente no sábado aos 80 anos, avançou a sua esposa Susan L. Oberg nas redes sociais.

    No primeiro grupo no cinema estão títulos como "À Queima Roupa", de John Boorman (1967), "THX 1138" (1971), o primeiro filme de George Lucas, e "Jackie Brown" (1997), de Quentin Tarantino, num papel de juiz escrito especificamente para si.

    terça-feira, setembro 17, 2019

    Cinemateca de Santos: clássicos do cinema francês

    Quem curte clássicos da sétima arte e cinema francês poderá apreciar o novo ciclo da Cinemateca de Santos, que tem início neste sábado (14), com a comédia musical 'O Milhão' (Le Million), às 20h. A entrada é gratuita.
    Cene de "O Milhão" 

    A mostra, que vai do realismo poético à nouvelle vague, apresentará títulos de diretores renomados como René Clair, Jean Renoir, Julien Duvivier, Marcel Carne, François Truffaut, Jean-Luc Godard, Eric Rohmer e Claude Chabrol, Alain Resnais, Agnès Varda entre outros.

    Neste primeiro longa, 'O Milhão', um jovem artista endividado descobre que havia comprado um bilhete premiado da loteria justamente quando seu credor começa a fazer as cobranças. 
    A Cinemateca fica na Rua Ministro Xavier de Toledo, 42, Campo Grande. 

    Informações: 3251-1613.